artigo_170713

13 jul 2017

Como dominar o tempo?

“O tempo tem para a Logosofia um valor que se acha representado em todos os atos da vida; com isso queremos dizer que por seu aproveitamento o homem é capaz de ser e de fazer muito ou nada.” – Da Sabedoria Logosófica

Para dominar o tempo, em primeiro lugar há que conhecer quais são os devoradores dele. Eis alguns:

  • Reações temperamentais. Quanto tempo perdemos reagindo com alguém ou com alguma coisa, por não corresponderem às nossas expectativas? (Alguém deixa a toalha molhada em cima da cama, o tempo está quente demais, há muito trabalho, o chefe falou num tom que não gostei…);
  • Preocupações, que ocupam todo nosso espaço mental;
  • Distrações, divagações;
  • Desordem e indisciplina;
  • Desgosto e má vontade. Quanto tempo perdemos quando realizamos nossas atividades sem vontade, sem gosto e sem alegria?

Em Logosofia, não se faz mágica. Tudo requer esforço, trabalho, dedicação e um processo. Processo no qual é imprescindível levar à pratica, fazer ensaios, experimentar na própria vida.

Eis algumas práticas ensinadas pela Logosofia, fundamentais no aproveitamento do tempo:

  1. Hierarquizar as atividades, ou seja, ocupar o melhor do tempo naquilo que realmente importa para a vida.
  2. Ter atenção em tudo o que fazemos e fazer com gosto e alegria, para errar menos e não ter que perder tempo corrigindo o mal-feito. Dessa forma, aproveitamos melhor nossas energias.
  3. Preparação. Há que preparar a mente para as atividades. Uma das técnicas que ensina a Logosofia é planejar o dia seguinte, o que auxilia na ordem mental.
  4. Utilizar as horas livres do pensamento. Quando faço uma caminhada, por exemplo, posso aproveitar o meu tempo mental, pensando sobre outros problemas, atividades e soluções.

“O tempo é a essência oculta da vida; é a própria vida em todo o seu percurso. Olhemos o tempo perdido como vida que se foi de nós sem ser vivida em sua plenitude, e aprenderemos a viver na consciência do verdadeiro existir, prolongando-a indefinidamente, ao deter o tempo e fazê-lo servir aos fins da evolução. Por acaso não é isso o que sucede quando fazemos hoje o que muitos farão meses, anos ou séculos depois? Ensaie-se o governo do tempo, de acordo com nosso método, e se verá quantas satisfações íntimas serão obtidas..” – Da Sabedoria Logosófica

Leia também:
Administração do tempo
A Paciência Ativa e o Tempo

 


Quer conhecer mais sobre a Logosofia e seu método original? Então se inscreva em um de nossos cursos de informação.